Supporting the Policy Environment for Economic Development
SPEED+

Fontes de financiamento para pequenas e médias empresas agrícolas

Durante o Fórum Económico Mundial realizado, durante os dias 2 a 4 de Junho  em Cape Town, a expressão “O dinheiro segue o dinheiro”, foi enfatizado. Para entender este conceito é necessário  precebermos as razões pelas quais muitos agricultores não consegem ter acesso ao financiamento.

É eveident que os bancos comerciais e as fontes de financiamento tradicionais muitas vezes recusam estes pedidos de crédito, porque elas muitas vezes não consegem cumprir com as exigências mínimas – especialmente com os critérios que obriga lhes a garantir os seus empréstimos, quer sob a forma de bens ou de capital.

Em consequência disso, nota-se que a economia é maioritariamente composta por grandes empresas comerciais e pequenos agricultores; uma situação que inibe o crescimento, visto que os pequenos agricultores não conseguem emergir.Esta ineficiência do mercado  obriga nos a encontrar mecanismos alternativos de financiamento de modo a corrigir o défice que existe entre o microcrédito e o crédito comercial.

Fontes de financiamento Alternativos -

  1. O projecto AgDeveCo procura bons projetos agrícolas que não consegam obter empréstimos, investindo neles através da compra de ações até que os projetos – ou torna-se auto sustentável, atraim outros investidores ou que fiquem finalmente capaz de obter empréstimos.
  2. O objectivo do IFC Global Agri-Finance Advisory Program é de promover um aumento considerável de disponibilidade de financiamento para a área da agricultura.
  3. O programaGrow África, do Fórum Económico Mundial, através da sua rede multinacional de empresas tem organizado fóruns de investimento, onde as empresas podem apresentar seus modelos de negócios à investidores interessados em investir em projectos agrícolas.
  4. Ao abrigo da Nova Aliança de Segurança Alimentar, O Projecto SPEED financiado pela USAID trabalha para implementar um mecanismo legal que irá permitir a criação da Central de Informação de Crédito. Esta instituição irá desempenhar um papel fundamental na expansão de empréstimos aos consumidores e entidades comerciais através da divulgação de informação sobre histórico de pagamentos das entidades – desta forma, os indivíduos com um bom histórico de crédito seram capazes de obter outros empréstimos.