Supporting the Policy Environment for Economic Development
SPEED+

News

Bolsa de Valores de Moçambique encomenda estudo para entender a razão da fraca adesão de empresas

Afinal, o facto de os bancos serem os únicos intermediários do mercado de capitais pode estar entre as razões para a fraca adesão de empresas à Bolsa de Valores de Moçambique. A conclusão é de um estudo preliminar encomendado pela Bolsa de Valores de Moçambique à USAID, que aponta os bancos como concorrentes à Bolsa. O estudo, apresentado na tarde desta quarta-feira em Maputo, foi encomendado pela Bolsa de Valores de Moçambique e procura perceber o conjunto de razões que atrasam o seu desenvolvimento, visto que apesar do elevado crescimento económico, a uma média de 7% em duas décadas, e de estar no mercado há 18 anos, apenas seis empresas estão cotadas.

Read more

Procedimento para Contratação de Cidadãos de Nacionalidade Estrangeira

Segundo um comunicado de imprensa da ACIS (Associação de Comércio, Indústria e Serviços), o Acórdão do Conselho Constitucional declara inconstitucional a norma contida no n⁰ 7 do artigo 27 do Regulamento dos Mecanismos e Procedimento para Contratação de Cidadãos de Nacionalidade Estrangeira, que permite ao Ministro que superintende a área do trabalho interditar contratos de trabalho daqueles cidadãos, por violação de princípios, leis e normas da República sem direito a defesa e contraditório.

Read more

Será que o sector do turismo se pode tornar competitivo em Moçambique?

O sector do turismo tem potencial para contribuir significativamente para a economia moçambicana, não só através das receitas provenientes das moedas estrangeiras, mas também através da criação de emprego e desenvolvimento sócio-económico das zonas rurais. Actualmente, este sector emprega 270 mil pessoas e representa 3,4% do Produto Interno Bruto (PIB) nacional.

Read more

Can Mozambique’s tourism sector be competitive?

Tourism’s has the potential to make a significant contribution to the Mozambican economy not only through foreign exchange earnings but also through employment creation and socio-economic development in rural areas. Currently the sector employs 270,000 people and represents 3.4% of the country’s gross domestic product (GDP).

Read more

Qual o futuro da indústria moçambicana?

O sector industrial em Moçambique é ainda pequeno e de baixa tecnologia, excluindo obviamente a indústria de extracção e alguns megaprojectos. A contribuição por parte da indústria, agricultura e serviços em termos de PIB não mudou significativamente nos últimos dez a doze anos, nem houve, tão pouco, um aumento significativo na percentagem de postos de trabalho criados com o sector da indústria.

Read more

Six things I learned last week about reaching rural areas with financial services

Last week in Maputo three events challenged us to consider innovative, disruptive ways to distribute financial services to currently excluded Mozambicans.[1] The events focused mainly on agency banking and mobile money. These distribution techniques are collectively referred to as digital finance, and they enable banks and other providers to reach into territories beyond the grasp of traditional bricks and mortar bank branches. In short, these models leverage corner stores, gas stations, and other neighborhood outlets that help providers get closer to clients and reduce the high distribution costs that make most rural customers prohibitively expensive to service.

Read more

Where do you stand?

The gas boom in Mozambique seems to be grabbing all the attention. However, as international operators prepare to commence production and headlines announce ever greater finds, over 70% of the active population in Mozambique still toils in low productivity subsistence farming. These people, stuck in the vicious cycle of poverty are, in most cases, oblivious to the developments occurring in the Rovuma basin. The dimension of the potential impact that the natural resource boom could have on their country is completely beyond their grasp. After all, it’s difficult to think about local content, fiscal income-led development and structural change of the economy, when your mind is focused on finding a way to survive and feed your children every day. Living on $1.25 a day, the margin between life and death is so slim that there is little room for investing, saving or any kind of risk-taking. The stakes are just too high and the safety nets non-existent.

Read more

Lei sobre o Acesso à Informação - porque é que é importante que a lei seja aprovada

No dia 21 de Agosto de 2014, a Assembleia da República aprovou, por unanimidade, o primeiro projecto de lei de Acesso à Informação. Infelizmente, esta importante iniciativa legislativa chegou demasiado tarde e não pode tornar-se lei antes do final da última sessão parlamentar.

Read more

Why good relationships with the neighbours are important

Tenho novos vizinhos. Estão-me deixando louco, mesmo antes de eles se entram na casa. Para ser justo estão reformando a casa ao lado, que é uma coisa boa em geral e positivo para a nossa rua. No entanto, o facto de que eles estão fazendo isso das cinco horas de manha até vinte e um horas de noite, incluindo aos domingos não é tão bom. Não me importaria tanto se tivessem feito um esforço para vir cumprimentar, apresentar-se e pedir desculpas pelo inconveniente. Na verdade, poderia até ter ofereceu-lhes ajuda, se necessário. Enfim as boas relações com os vizinhos são uma parte essencial da vida urbana e pois nunca sabemos quando vamos precisar da ajuda dos pessoas que vivem perto de nós.

Read more