Facilitando o Ambiente de Negócios para o Crescimento Económico
SPEED+

Suporte On-Grid

Aproximadamente 70% da população de 27 milhões de habitantes de Moçambique não tem acesso à energia eléctrica. O Governo de Moçambique e o programa Power Africa pretendem ter 100% destes 19 milhões de pessoas ligados até 2030; outras organizações, incluindo o Banco Africano de Desenvolvimento, pretendem alcançar o acesso universal até 2025. O custo por cliente rural de conectar-se à rede é significativamente maior do que o custo de conectar os clientes urbanos. A tarifa social e a tarifa nacional universal que a EDM deve usar, mesmo para os clientes rurais mais remotos, significa que a EDM perde dinheiro com cada conexão rural adicional. A EDM não tem os recursos financeiros para conectar todas essas pessoas à rede gerida centralmente e, devido às suas actuais circunstâncias financeiras, não pode se dar ao luxo de assumir novos clientes com prejuízo. As necessidades de uma parcela significativa das actualmente não-eletrificadas podem ser atendidas de maneira mais económica e mais expedita com soluções fora da rede. As soluções fora da rede incluem sistemas de energia solar que são projectados para atender apenas um sistema doméstico e de minigrídeos que atendem ás comunidades. A lei e a estrutura de políticas necessárias para incentivar a iniciativa privada a investir no sector fora da rede ainda não foram formuladas; e nos próximos quatro anos, construiremos essa estrutura através das seguintes actividades.
Como primeiro passo do projeto SPEED+, estamos apoiando uma revisão do regime tributário para equipamentos renováveis ​​e de eficiência energética, com base no trabalho inicial do DfID.