Facilitando o Ambiente de Negócios para o Crescimento Económico
SPEED+

Notícias

Papel da comunicação em tempos de crise

A imagem de uma instituição pública ou privada, depende, muitas vezes do sistema eficiente de comunicação nela existente; e uma estratégia integrada que ajude a criar uma reputação das empresas e seus produtos perante seus públicos-alvo externo.

Ler mais

Indústria Extractiva: Podemos ter uma melhor negociação?

O quadro legal e regulador que governa o relacionamento entre governos de países ricos em recursos e os investidores nas indústrias extractivas é a espinha dorsal do relacionamento a longo prazo entre o investidor e o governo. É essencial para os países ricos em recursos que celebrem contractos “justos” e transparentes com os investidores. Contractos que assegurem benefícios para os países e suas comunidades locais; contractos que facilitem que os imensos recursos sejam traduzidos em desenvolvimento económico e social, assegurando ao mesmo tempo o lucro que investidores procuram. Estes contratos devem passar a prova do tempo!

Ler mais

O Teorema das Distorções e Ilegalidades! TEEN as Duas faces da Mesma Moeda?

Em matemática, um teorema equivale a uma afirmação que pode ser provada como verdadeira através de outras afirmações já demonstradas, como outros teoremas, juntamente com afirmações anteriormente aceites, como axiomas.  A produção de prova é o processo de mostrar que um teorema está correcto. Em suma o termo teorema significa” uma afirmação que pode ser provada”, portanto as duas faces da mesma moeda produzem a prova suficiente e fiavél.

Ler mais

Taxas Ilegais na Economia Agrária de Moçambique: Da Informalidade a Ilegalidade!

A USAID|SPEED tem juntado com o Governo de Moçambique vários esforços no sentido de melhor perceber os vectores pelos quais o crescimento económico e o desenvolvimento empresarial devem ser induzidos e apoiados. Ao longo dos últimos anos a espinha dorsal da análise macro  tem residido no detalhe, comparação entre grupos sobre o acesso aos recursos, escala de produção, a estrutura distribuição, a tendência do consumo e rendimentos por  sectores. Na esfera meso tem se centrado na economia local sob ponto de vista das (instituições, associações, indivíduos, quadro legal, sistema de decisões e a sustentabilidade das do investimento).

Ler mais

Em Busca da Concorrência Perfeita em Moçambique! O que é possível?

economia, competição ou concorrência perfeita descreve mercados em que nenhum participante tem tamanho suficiente para ter o poder de mercado para definir o preço de um produto. Dado que as condições para a concorrência perfeita serem ideais, existem muito poucos mercados deste tipo. A competição perfeita pode servir como ponto de referência para avaliar mercados de concorrência imperfeita no mundo real. No caso de Moçambique a estrutura da produção, oferta, procura, preços de um mercado de concorrência perfeita possui características bastante específicas, que devem ser analisadas desagregadas em sectores. Dai a questão de fundo:

Ler mais

Será que investir em silos de grãos é a melhor utilização dos fundos públicos?

O Governo inaugurou recentemente uma nova instalação de armazenamento de grãos no distrito de Nhamatanda, em Sofala, que custou 102 milhões de Meticais (US$ 3 milhões) para sua construção[1].

Ler mais

Comunicação tendenciosa – o caso dos tacográfos e a segurança rodoviária

Mais uma vez, eu estou estupefacta com a comunicação tendenciosa da imprensa. Desta vez, trata-se da recente história sobre o uso da tecnologia tacógrafica para controlar os veículos de passageiros e de carga. A história foi reportada nos diversos quadrantes da  imprensa[1]. Cada faceta da história condenou os transportadores de Moçambique por se oporem à nova legislação. Essas facetas sugeriam que os transportadores deliberadamente colocavam seus lucros acima de vidas humanas e de forma egoísta estavam determinados a não contribuir para mitigar a carnificina nas estradas moçambicanas.

Ler mais

DIAS DE TOLERÂNCIA: UMA CONTRAPRUDÊNCIA ABSOLUTA!

Recentemente, o Sector Privado apresentou reclamações ao Governo devido a “excessiva” recorrência a tolerância de ponto nos primeiros dias do ano. O mês de Janeiro, depois do feriado nacional pela passagem do ano novo, teve mais duas tolerâncias de ponto, nos dias 2 e 3. O mês de Fevereiro, para além do feriado nacional pela passagem do dia 3 de Fevereiro alusivo ao dia dos heróis, teve uma tolerância de ponto nos dias 5 (cidade da Matola) e 7 (todos os municípios). A proliferação destas tolerâncias de ponto criou inquietação generalizada no seio do Sector Privado.

Ler mais

Sobre a recente avaliaçào de rating pela Standard & Poor’s

Recentemente a Agência Financeira de rating, Standard & Poor´s (SP), divulgou o relatório de avaliação do rating em Moçambique que reduziu o de longo prazo para ‘B’ de ‘B+. Segundo o quadro de classificação do rating da SP, este nível significa que o País está mais vulnerável a condições adversas de negócios, financeiras e económicas, porém actualmente apresenta capacidade para honrar compromissos financeiros.

Ler mais